Resenha: O Teorema Katherine

Quem já leu os livros de John Green, sabe que o autor é sensacional. Eu já li quatro livros do Sr. Green e apenas um me decepcionou, Cidades de Papel. Mas isso é pra outro dia, certo? O primeiro livro que li do autor foi O Teorema Katherine e já tem um bom tempo.  haha Então para quem está pensando em ler o livro, vem conferir a resenha.

John Green

Título: O Teorema Katherine

Autor: John Green

Páginas: 302

Editora: Intrinseca

Ano: 2013

EstrelinhasResultado de imagem para 5 estrelinhas

  • Sinopse: Se o assunto é relacionamento, o tipo de garota de Colin Singleton tem nome: Katherine. E em se tratando de Colin e Katherines, o desfecho é sempre o mesmo: ele leva o fora. Já aconteceu muito. Dezenove vezes, para ser exato.
    Depois do mais recente e traumático término, ele resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e um melhor amigo bem fora de forma no banco do carona, o ex-garoto prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar pés na bunda, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.
    Uma descoberta que vai mudar para sempre a história amorosa do mundo, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.

Collin é um garoto prodígio de 17 anos. Permita-me ressaltar que prodígios não são como os gênios, que criam, prodígios são aqueles que aprendem muito rápio. Collin ficaria feliz em deixar isso bem claro.
O garoto está em busca do seu momento “eureca”, pois teme ser considerado um “nada” em breve. Acontece que para piorar tudo, a décima nona Katherine de Collin acaba de romper com ele.
Após ter levado 19 pés na bunda de garotas com o mesmo nome, K-A-T-H-E-R-I-N-E. Collin se vê desconsolado. Até que seu amigo Hassam aparece para levá-lo à um a viagem de carro sem destino. Os dois acabam indo parar em uma cidadezinha chamada Gutshot onde encontram um emprego e onde Collin tem seu momento “eureca”.
Collin começa a desenvolver um teorema matemático que promete prever a duração de um relacionamento e quem terminará com quem. O desenrolar a história acontece com Collin desenvolvendo o teorema.

Preciso lhe dar um aviso: Várias gargalhadas virão. Haha Esse livro é sensacional por vários motivos. Primeiro, porque Collin é um garoto com uma personalidade única. Sério, você não vai encontrar ninguém como ele. Segundo, porque o livro é super engraçado. Hassam vai te fazer rir em vários momentos.

Este é o meu livro favorito do autor. Acredito que por ter este lado cômico. Mas principalmente pelos personagens. Como eu citei acima, Collin tem uma personalidade única e posso dizer o mesmo de todos os personagens de John Green.

Espero que tenham gostado da resenha de hoje.

Beijos

comente

Anúncios

6 comentários sobre “Resenha: O Teorema Katherine

    • Outro livro sensacional dele é “Quem É Você, Alasca?”. Se depois você ler, me conta o que achou? haha Eu achei muito bom.
      Ainda não conhecia. Mas adorei e vou acompanhar.
      Beijos

      Curtir

Comentários ♥

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s